domingo, 28 de outubro de 2012

RESPEITO AS LEIS


Quando fiz a divulgação do Dia Mundial Sem Carro (22/09/11) no facebook, postaram o seguinte comentário.
"Durante 3 anos deixei o carro na garagem e utilizei apenas o transporte alternativo para me deslocar para o trabalho (bike, ônibus o a pé). Minha grande frustração é constatar que o ciclista é o pior integrante do sistema de transito, não respeitando as leis e as regras de conduta. Não respeita sequer os demais ciclistas e nem mesmo os pedestres. É ciclista pedalando na contra mão, sobre calçadas, furando sinal. PESSOAL, VAMOS ACORDAR E RESPEITAR PARA SERMOS RESPEITADOS. abraços"
Diante a este desabafo de um ciclista que vive seu dia a dia vendo as atitudes dos demais, também tenho me observado nas pedaladas. As vezes exigimos muito dos outros, mas não costumamos olhar nossas atitudes.
Cobramos muito os nossos DIREITOS, mas será que estamos cumprindo os nossos DEVERES.
Temos usado capacete, luvas, sinalizador dianteiro e traseiro e nos consideramos ciclisticamente corretos. Mas dai pergunto. O que temos feito em relação ao respeito as leis de transito?
Estamos parando nos sinais fechados e esperando abrir?
Estamos dando a preferencia para o pedestre na faixa?
Estamos transitando sempre pela mão nas vias de mão única?
Quantas vezes andamos na contra mão e por sobre as calçadas?
Quantas vezes em nossa concentração de inicio de pedal obstruímos totalmente a calçada fazendo com que os pedestres tenham que passar pela rua?
Quantas vezes ocupamos totalmente a pista da direita fazendo filas duplas e até triplas para colocar a conversa em dia? 
Acho que é chegada a hora de nós, "ciclistas que usam capacetes" fazermos a diferença e iniciarmos uma campanha de "Conduta Ciclística Correta".
Vamos colocar em prática o slogan "comece agora! comece por você!"
Vamos ser diferentes, não só pelo uso do capacete e luzinhas, mas por respeitar as regras e leis de transito.
Vamos ter bom senso e nos comprometer com uma conduta ciclisticamente correta.
Em toda a mudança de comportamento, sempre existirão os resistentes, mas se você fizer correto, isso servirá de exemplo e aos poucos a maioria irá seguir.
Pense nisso... vamos pedalar por uma "Conduta Ciclística Correta"

VOCÊ PODE DEIXAR SUA OPINIÃO CLICANDO NO ENVELOPE LOGO ABAIXO

A Holanda decidiu fazer. E nós ?


Assistindo a este vídeo sobre como e porque a Holanda se transformou em um pais de ciclovias, me trouxe a esperança de saber que um dia o Brasil poderá ser assim também.
Comentários sarcásticos a parte, poderemos sim ter esta esperança, mas além de tudo teremos que ter ATITUDES.
Não poderemos nós, um pequeno grupo de ciclistas querer mudar o Brasil de uma só vez, mas poderemos sim, este mesmo Grupo de Ciclistas começar a mudar o nosso bairro e assim os Grupos se unindo poderão mudar a nossa cidade. Isso certamente nós somos capazes.
Poderemos servir de exemplo, assim como a Holanda o é hoje e começar o nosso trabalho. Temos que, além de QUERER, temos que AGIR.
Assista o vídeo e você verá que o Brasil passou e passa pelos mesmos entraves que a Holanda passou. Aumento absurdo de carros, falta de espaço para estacionamentos, um numero imenso de mortes no transito.
Você acha que não conseguiremos mudar o Brasil?
NÃO SE SUBESTIME, tenho certeza que VOCÊ é mais FORTE e mais DECIDIDO do que você próprio imagina.
CICLOAÇÃO-ITAJAÍ veio para ajudar a reverter esta situação. Não queremos mudar o mundo de uma só vez, mas poderemos mudar inicialmente o que está a nossa volta.
Se cada um fizer a sua parte, todo o mundo será mudado.
Eu faço parte da CICLOAÇÃO-ITAJAÍ para dar a minha contribuição nesta causa.
E VOCÊ ??????
Junte-se a nós e seja um CICLO ATIVISTA com a CICLOAÇÃO

Assista o vídeo e tenha esperança de mudar.
"COMECE AGORA, COMECE POR VOCÊ" e depois contagie positivamente os demais e procure "VIVER A VIDA ENTRE UMA PEDALADA E OUTRA"preferencialmente pelas ciclovias do BRASIL.
leia também assunto em http://hembrow.blogspot.com/2011/10/how-dutch-got-their-cycling.html

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

DUPLICAÇÃO DA RODOVIA ANTONIO HEIL

O Departamento Estadual de Infraestrutura de Santa Catarina – DEINFRA, com o apoio das Secretarias de Desenvolvimento Regional de Itajaí e Brusque, promoveram neste dia 15 de outubro apresentação, detalhamento final e coleta de subsídios em relação às interferências previstas no Projeto de Reabilitação com Aumento de Capacidade da Rodovia SC-486 (Antônio Heil), que liga Itajaí até Brusque.
De acordo com a explanação dos engenheiros, o trecho que terá 24,4 km e prevê a duplicação com 3,0m de canteiro central, 4 faixas com 3,75 m cada e acostamento de 2,5m de largura. Também prevê a implantação de 6 interseções, sendo 4 em viadutos. Para aumentar a segurança da via, foram projetadas 4 travessias para pedestres nas comunidades de Itaipava, Arraial dos Cunha e Limoeiro, bem como a melhoria de uma curva. 
As consultas são necessárias para expor o projeto, sanar dúvidas sobre ele e ouvir sugestões a respeito do empreendimento, mas o que se viu foi a explanação de um projeto pronto, onde algumas perguntas ficaram sem respostas concretas e se limitando a dizer que as prefeituras é quem deveriam dar a solução para o problema. Foi mais uma apresentação do projeto do que uma consulta publica.
A CICLOAÇÃO-ITAJAÍ, na pessoa de seu presidente Jorge Andriani, se fez presente nesta CONSULTA PÚBLICA para a duplicação da SC-486 (Rodovia Antonio Heil) que liga Itajaí a Brusque, que foi realizada no auditório da Associação Empresrial de Itajaí.
Após as explanações dos engenheiros do DEINFRA, foi observado que a rodovia não contempla espaço para ciclovia. 
Ao ser questionado pelo presidente da CICLOAÇÃO, o engenheiro argumentou que o espaço destinado a duplicação não seria o suficiente para contemplar uma ciclovia. O presidente da CICLOAÇÃO contra argumentou, apresentando o teor da Lei Estadual 10.728/98 a qual é bem clara quanto a construção de ciclovias em seu artigo 1º e também fez questão de frisar quanto ao seu artigo 2º que diz claramente que; o Chefe do Poder Executivo NÃO poderá publicar edital de licitação para construção de rodovia estadual sem que no projeto e orçamento conste o mencionado no artigo anterior nem, de outro lado, autorizar o Departamento de Estradas de Rodagem - DER, a realizar projeto e execução de obras com inobservância dos requisitos de segurança aqui elencados.
Além da lei 10.728/98, poderemos argumentar com base na lei estadual 15.168/10 que traz em seu art 1º A infraestrutura viária e seus equipamentos, o planejamento e a gestão das formas de mobilidade não motorizadas no Estado de Santa Catarina reger-se-ão pela presente Lei. E dá outras providencias de suma relevância para que sejamos contemplados com uma ciclovia na duplicação da Rodovia SC-486.


Para saber o ter dessas duas leis, clique aqui

ESTAREMOS DE OLHO. 
"CICLOAÇÃO-ITAJAÍ - Fazendo valer os nossos direitos"

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

LEI DO EMPLACAMENTO PARA BIKE

Caros ciclistas.
A alguns meses atras, encontrei no youtube um vídeo da TV Canção Nova, onde em um programa de entrevista falava que a cidade de Lorena SP havia promulgado uma lei que regulamentava o Código de Transito Brasileiro em referencia ao cadastramento de bicicleta.
Após alguns e-mails e contatos telefônicos e mais e-mails, recebi hoje (08/10/2012) a integra desta Lei 3.050 que foi sancionada em 2005 que segue:

LEI ORDINÁRIA Nº 3.050 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2005.
AUTORIZA O PODER EXECUTIVO A INSTITUIR O EMPLACAMENTO E CADASTRAMENTO DE BICICLETAS NO MUNICÍPIO.



                                               DR. PAULO CÉSAR NEME, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei,

                                               FAZ SABER, que a Câmara Municipal aprovou e eu promulgo a seguinte Lei:

ARTIGO 1º - Fica o Poder Executivo de Lorena, autorizado a instituir o emplacamento e cadastramento de todas as bicicletas do município.

PARAGRAFO ÚNICO – o emplacamento e cadastramento de que trata o “caput”, serão feitos para quantas bicicletas a pessoa possua, devendo ser recadastradas quando de transferência de propriedade.

ARTIGO 2º - VETADO.

PÁRAGRAFO ÚNICO – A partir do primeiro (1º), recadastramento, as despesas correrão por conta do proprietário, devendo desta feita, constar o número de infrações porventura cometidas pelo cadastrado, no período.

ARTIGO 3º - O condutor da bicicleta devera portar documento de identificação e propriedade, fornecido no ato de cadastramento.

ARTIGO 4º - No caso de falta de documento que comprove a propriedade do veículo, o munícipe assinará sob pena da lei, uma DECLARAÇÃO DE PROPRIEDADE, onde constará sua identificação, com nome, números de RG e CPF, endereço e características da bicicleta.

PARAGRAFO ÚNICO – Essa declaração de propriedade poderá ser transferida para outrem, desde que, endossada pelo proprietário, com firma reconhecida em cartório.

ARTIGO 5º - O ciclista que for surpreendido conduzindo sua bicicleta irregularmente, infringindo o Código de Trânsito Brasileiro e as normas estabelecidas pelo município, terá a mesma apreendida e pagará multa para reavê-la, cujo o valor será estabelecido pelo órgão competente e dada publicidade.
  
PARAGRAFO ÚNICO – A Prefeitura Municipal determinará um local para recolhimento das bicicletas apreendidas.

ARTIGO 6º - Consideram-se infrações cometidas pelos ciclistas quando em circulação:

a)      Não estar portando o documento de identificação;
b)      Transitar no sentido contrário ao fluxo dos veículos automotivos (contra-mão);
c)      Circular pelas calçadas, calçadão, praças públicas e feiras-livres, nestas nem mesmo empurrando (desmontado);
d)     Transitar em fila dupla, conduzir pessoa em pé na garupa ou no guidom, ou ainda, estacionar em local que prejudique o trânsito de3 veículos ou pedestres;
e)      Transitar com a bicicleta sem o devido emplacamento ou, emplacamento irregular;

ARTIGO 7º - Nas avenidas e ruas mais largas a Prefeitura Municipal poderá mandar pintar faixas delimitando ciclovias e ciclofaixas, onde os ciclistas poderão circular em ambos os sentidos.

ARTIGO 8º - Para fiel cumprimento da presente lei, o Executivo delegará poderes aos Agentes Municipais de Trânsito e à Polícia Militar para fiscalizar e notificar os infratores.

ARTIGO 9º - Preliminarmente, deverá ser desenvolvida campanha de conscientização e esclarecimento à população, com participação das Escolas, Associações de Bairros, clubes de Serviços e imprensa falada e escrita.

ARTIGO 10º - O Poder Executivo regulamentará a presente lei, no que for necessário para o seu total cumprimento.

ARTIGO 11º - As despesas decorrentes da presente lei, correrão por conta de dotação orçamentária própria, suplementada se necessário e do resultado de multas e outras receitas afins.

ARTIGO 12º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário.

                                               Prefeitura Municipal de Lorena, 29 de novembro de 2005.



                                               PAULO CÉSAR NEME
                                                   Prefeito Municipal


26ª MAREJADA - ITAJAÍ - SC


VENHA PARA A 26ª MAREJADA - uma das mais tradicionais festas típicas do país, acontece entre os dias 11 e 21 de outubro em Itajaí, polo pesqueiro e portuário do sul do Brasil. Neste ano será realizado com uma nova proposta. A programação será ampla, integrando exposições, desfile, sete shows nacionais e 190 atrações artísticas, passeio de escuna e artesanato. A festa irá contar, também, com estacionamento para cerca de 300 veículos para comodidade dos visitantes.
Para visitar o Parque da Marejada o visitante irá pagar R$5,00 (cinco reais) nos dias em que não tiver show nacional. No entanto, em dias de atrações nacionais, o público será isente da cobrança de ingresso para a Festa. A entrada para os shows nacionais será cobrado separadamente e acontecerá no Centreventos Itajaí. A venda de ingressos para os Shows Nacionais está sendo realizada pelo endereço virtual? www.blueticket.com.br. Em breve serão divulgados novos pontos de vendas.
As apresentações artísticas contam com ritmos variados que abrangem cerca de 190 apresentações artísticas que passarão pelos quatro palcos da Marejada (Palco Gastronomia, Palco Centreventos (Shows Nacionais), Palco Píer e Palco Folclórico (auditório), durante os 11 dias de festa, valorizando principalmente, os músicos locais. Também estão previstos dias com programações temáticas como o 'Festival do Pagode", "Noite Sertaneja", "Noite do Reggae" e "Dia do Rock". já o público infantil terá tardes animadas por diversas atividades na conhecida "Marejadinha", além de um dia especial "16", dedicado a melhor idade com baile e outras apresentações.
A edição 2012 contará com sete shows de renome nacional em seis noites de festa. 
Na abertura, quinta-feira dia 11 de outubro, o cantor Luan Santana retorna a cidade e promete agitar a primeira noite de festa. 
Dia 13 sábado o pagode e o sertanejo se encontram com os shows da Turma do Pagode e da consagrada dupla Victor e Léo.
Já no domingodia 14, o cantor Israel Novaes é quem sobre ao palco. 
Na quinta-feiradia 18, a dupla Jorge & Mateus.
Na sexta-feira dia dia 19 teremos o cantor Belo.
No dia 20, sábado, virá a dupla Fernando & Sorocaba
Para saber mais noticias acesse www.marejadaitajai.sc.gov.br




fonte de informação www.marejadaitajai.sc.gov.br